Ticket pesagem

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Dieta do não

Notei que muitas coisas acabo comendo por aceitar algo oferecido, por exemplo, sempre que meu filho vai comer algo ele insiste para que eu coma com ele ou muitas vezes só começa a comer depois que me ver comendo, isso é um problema. Sempre que meu marido vai comer alguma coisa ele sempre me oferece e chama para comer com ele.
Percebi o quanto é importante ponderar antes de aceitar alguma comida, eu estava bem habituada a dieta do "nao obrigada, não estou com fome" e ficava muito orgulhosa de cada vitória conquistada. No dia que decidi que iriia fazer a dieta do não fui visitar minha tia, e ela abruiu um pacode de biscoito recheado, e eu gosto muito de praticamente tudo que é doce, ela ofereceu, e insistiu muito, pois ela é gordinha e não aguenta comer uma coisa sozinha, mas eu fiquei firme repetindo, não estou com fome, e quando repetia aquilo, não repetia apenas para ela, mas para mim também, para que eu me conscientizasse que eu não estava com f ome e que não era necessário comer aqueles biscoitos, que vontade é uma coisa que dá e passa e que eu iria me sentir muito melhor em resistir e não comer do que sentir a sensação super passageira que o biscoito iria me trazer. Na verdade isso é uma grande luta travada contra nós mesmas, acredito que quem se vicia em comer, como atualmente estou viciada se compara a um drogado, sente necessidade de se alimentar a toda hora, e sempre o primeiro pensamento é sobre comida, ou medo de sentir fome, não sei, ando preocupada comigo, pois só tenho vontade de parar quando estou com o estomago cheio, bem cheio, mesmo assim ainda fico pensando no que tem na geladeira ou em quanto tempo vou estar com fome para poder comer novamente.
Acho que o melhor a fazer nesse momento é pensar no controle de pequenas coisas, primeiramente não ficar beliscando o dia todo, como ando fazendo, depois começar a controlar as refeiçoes e tornar isso um hábito, pois me sentia muito bem com minha alimentaçao equilibrada, na verdede nem sentia muita falta de doces e refeiçoes enormes como sinto hoje, acredito que isso era devido tanto ao hábito cultivado quanto ao tamanho do meu estomago, que fazia com me saciasse com pouco.
vou ficando por aqui, bjs até a proxima!!!

Pam

Nenhum comentário:

Postar um comentário