Ticket pesagem

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Tomar ou não tomar remédios para depressão

Parei de tomar os antidepressivos ha mais de 6 meses, estava me sentindo muito bem com o tratamento, as crises praticamente sumiram e eu estava aproveitando muito bem minha vida e conseguindo realizar todas as minhas atividades. Mas um pensamento estava me incomodando muito, será que estou sendo eu tomando esses remédio, até que ponto os remédios influenciam na minha personalidade? Esses pensamentos me perturbaram bastante, então comecei a procurar maneiras alternativas de evitar as crises, como mudar a alimentação, fazer atividades físicas... mas acabei não fazendo o controle para saber exatamente o que influenciava, ou mesmo se realmente havia algum fator específico que influenciasse, passei um tempo bem, mas as crises começaram a piorar, durar mais tempo e serem mais intensas.
Mas ainda resisti muito tempo, pensei por muito tempo sobre isso e concluí que mesmo que o remédio module minha personalidade, modifique um pouco meu jeito de ser, vou aproveitar muito mais a vida tendo energia para levantar pela manhã e fazer minhas atividades, brincar com meu filho e não chorar todas as noites antes de dormir, do que não tomar o remédio e ficar dias na cama, perdendo o sol, perdendo o tempo, perdendo a vida. Sem energia nem para viver, sentindo prazer apenas em comer e depois ficando cada vez pior por estar engordando.
Vou voltar a tomar os remédios e aproveitar a vida, pois tudo passa muito rápido e eu não quero desperdiçar meu tempo com tristeza ou arrependimentos, quero disposição para fazer tudo que planejo e motivação para conquistar todos os meus objetivos e me sentir bem comigo mesma, pois no final das contas isso que importa, vou conseguir e não vou desistir.
Abraços
Pam

Dieta e depressão

Para quem tem problemas com alimentação todos os fatores externos influenciam, há uns dois anos, meu médico falou que eu estava em depressão e sempre no auge das crises depressivas voltava a engordar tudo que tinha conseguido emagrecer quando estava bem, fui observar as minhas pesagens ao longo desses anos e percebi que se fosse postar as pesagens num gráfico elas formariam uma senoide, como nessa figura
 

Fiquei bem chateada em ver que por diversas vezes cheguei tão perto e depois voltei à estaca zero, foi quando percebi que essas crises depressivas estavam acabando com todo o trabalho.

A cada nova crise eu estava ficando mais desesperada, pensando no tempo de vida que estou perdendo, com tanta coisa para se fazer e eu sem conseguir levantar da cama, com vontade de chorar e comer, e quanto mais chorava e comia, pior ficava, pelo tempo perdido e pelos quilos ganhos.

Estava me sentindo muito bem com o tratamento indicado pelo médico, quando tinha crises, eram fracas e passavam rápido, nada comparado com as crises que tinha antes de tomar os remédios, além disso, estava conseguindo controlar o peso.
Porém o fato de ter que tomar remédios para o resto da vida estava me incomodando muito, então parei de tomar os remédios e as crises foram se tornando cada vez piores e nessas duas últimas semanas não estou nada bem. Hoje decidi ligar para o médico para marcar uma consulta para voltar a tomar o remédio.

Felicidades para nós e que possamos aproveitar muito bem nossos dias.
Bjs
Pam