Ticket pesagem

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Com um "Nó na Garganta"




Com um nó na garganta, foi assim que acordei.
Depois de ir dormir contrariada com coisas pequenas que acontecem durante o dia, acordei assim.

Se fosse a algum tempo atrás, teria explodido e descontado tudo em mim, e no meu marido, que é quem aguenta minhas explosões.
Mas dessa vez decidi refletir, porque aquilo mexeu tanto comigo, mas não encontrei a resposta e acabei acordando com todo aquele sentimento entalado na minha garganta. Porém, feliz comigo, por ter administrado essa emoção, pois o preço que se paga por palavras ditas sem pensar é muito alto.

Ao abrir meu e-mail, encontrei uma mensagem de um grupo espírita, que realmente não lembro de ter feito inscrição para receber Newsletters, essa mensagem deu o direcionamento às minhas reflexões que eu estava precisando. Deixei a mensagem aqui para quem tiver a curiosidade de ler.

Percebi como, em muitos momentos sou melindrosa e como pequenos detalhes podem me abalar muito mais do que grandes acontecimentos, não sei como resolver isso, pois gerenciamento de sentimentos não é nada fácil, mas decidi parar de sempre procurar um culpado por algo que aconteceu e começar a tirar proveitos das experiencias mal sucedidas para dar suporte a um futuro mais equilibrado.

Abraços!
Pam